Reprodução/Google Street View
Reprodução/Google Street View

Ladrões tentam explodir cofre, mas não conseguem levar dinheiro

Criminosos agiram em um posto de gasolina, onde renderam o frentista e roubaram R$ 157 dele

Ludimila Honorato, O Estado de S.Paulo

18 Novembro 2017 | 02h02

SÃO PAULO - Três ladrões tentaram explodir um cofre de um posto de gasolina no Jardim São Luís, zona sul de São Paulo, e roubar o dinheiro, na madrugada de sexta-feira, 17. Porém, tudo o que eles conseguiram levar foram R$ 157 reais que estavam com o frentista, que foi feito de refém por um deles.

+++Roubos de celular atingem metade das ruas de São Paulo

De acordo com a Polícia Militar, dois homens chegaram ao local em uma moto e abordaram o funcionário enquanto outro homem esperava em um carro. Um deles estava com uma touca ninja no rosto e outro ainda usava capacete.

Os criminosos usaram explosivos para destruir o cofre, que resistiu à detonação, mas eles nada conseguiram levar. Na fuga, levaram o dinheiro que estava com o frentista. A tentativa de roubo ocorreu por volta das 3h50, e a ocorrência foi encaminhada para o 47º Distrito Policial (Capão Redondo).

Roubo de explosivos. Na noite de quinta-feira, 16, uma quadrilha armada invadiu a sede de uma mineradora em Salto de Pirapora, interior de São Paulo, e roubou três toneldas de dinamite. Eles renderam funcionários e seguranças e os obrigaram a carregar um caminhão-baú com a carga.

A polícia acredita que a grande quantidade de explosivos será usada em ataques semelhantes ao que ocorreu no posto de gasolina, como contra caixas eletrônicos, agências bancárias e carros-fortes. A dinamite levada é suficiente para explodir dez mil caixas eletrônicos, segundo um oficial especialista em explosivos do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo [cidade SP]Roubo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.