Ladrões roubaram R$ 261 mil em joias em shopping

Para a polícia, alianças levadas de duas lojas do Santana Parque devem ser derretidas; imagens do assalto foram divulgadas ontem

Marcelo Godoy, O Estado de S.Paulo

10 Agosto 2010 | 00h00

Os ladrões que invadiram o Santana Parque Shopping, na zona norte, no sábado à noite, levaram R$ 231 mil da Casa das Alianças e R$ 30 mil da JK Alianças. A polícia calcula, pelas imagens de vídeo do shopping, que até 14 assaltantes participaram do roubo simultâneo das joalherias. Os bandidos levaram alianças de ouro e R$ 1,1 mil em dinheiro. Ainda balearam dois vigilantes quando se preparavam para sair.

Foi o 11.º roubo de joalherias neste ano em shoppings na cidade. Para a polícia, o destino das alianças deve ser o derretimento e venda como ouro. Os homens da Delegacia de Repressão ao Roubo de Joias do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) não acreditam na existência de relação dos ladrões que atacaram as joalherias com os que praticaram outros crimes na cidade.

Os policiais divulgaram ontem imagens do sistema de vídeo do shopping que mostram os assaltantes em ação. A polícia espera identificar os ladrões por meio delas. Cada joalheria foi invadida por três bandidos. Os demais ficaram vigiando.

Os criminosos passearam pelo shopping e despertaram a atenção dos seguranças. Eles dirigiram as câmeras para os suspeitos a fim de gravar seus rostos. A segurança normal do shopping é feita por homens desarmados. Por causa da desconfiança, foram enviados seguranças armados. Quando eles chegaram, os bandidos começaram a atirar. Os ladrões correram pela porta da frente do shopping. Nenhum foi preso. O bando não teve tempo de apanhar as alianças nos cofres das joalherias.

"As imagens mostram jovens que aparentam ter de 18 a 25 anos", afirmou o delegado José Antônio do Nascimento, do Deic. De acordo com ele, as imagens mostram que o roubo não foi feito por quadrilha especializada. O pânico dos clientes também foi registrado. Um dos ladrões se atirou no chão quando saía, para evitar os disparos dos seguranças. A polícia ainda não sabe se ele foi atingido. Até ontem, nenhum suspeito baleado foi encontrado nos hospitais da Grande São Paulo.

Estado de saúde de baleado é instável e gravíssimo

O segurança Alex Pinto, de 24 anos, permanecia internado até o começo da noite de ontem em estado gravíssimo no Hospital do Mandaqui, na zona norte de São Paulo. Segundo boletim médico divulgado às 18h20, seu quadro de saúde era instável. A bala disparada pelos ladrões das joalherias no Santana Parque Shopping continua alojada na coluna - a situação médica não permite a retirada. O outro segurança baleado pelos bandidos levou um tiro de raspão na mão.

TV Estadão. nome

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.