Ladrões roubam avião em pista de PE

Aeronave taxiava em Aeroporto de Caruaru e piloto foi obrigado a parar a tiros; documentos e cheques da Preserve foram levados

Mônica Bernardes ESPECIAL PARA O ESTADO RECIFE, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2010 | 00h00

Um avião de pequeno porte da empresa Jad Taxi Aéreo foi assaltado anteontem à noite quando taxiava no Aeroporto Oscar Laranjeira, em Caruaru, agreste de Pernambuco. Segundo a Polícia Federal, os assaltantes levaram 12 malotes com cheques e documentos da empresa de segurança Preserve que seriam transportados de Caruaru para o Recife. A empresa não foi localizada para comentar o caso.

A PF instaurou inquérito e colheu os depoimentos dos pilotos. De acordo com o delegado federal Humberto Freire, responsável pelas investigações, o grupo seria formado por oito homens. "O relato de várias testemunhas é o mesmo. Os assaltantes invadiram o aeroporto usando uma caminhonete preta. Quando chegaram perto do avião, atiraram contra as asas, obrigando o piloto a parar e abrir as portas. Tudo aconteceu muito rápido."

Segundo peritos da Polícia Federal, a aeronave teria sido atingida por três projéteis de grosso calibre na asa esquerda. Informações não confirmadas pela polícia apontam que o veículo teria sido roubado semana passada, no Rio Grande do Norte.

A Polícia Federal não forneceu dados sobre o conteúdo e o valor do material roubado. "O que podemos dizer é que eram diversos malotes, de várias instituições. Não podemos dar mais detalhes para não atrapalhar as investigações", afirmou o assessor de Comunicação, Giovanni Santoro.

Apesar de comandar as investigações, a Polícia Federal esclareceu que a responsabilidade pela segurança do aeroporto é da prefeitura de Caruaru. A administração municipal foi procurada, mas não se pronunciou. Um funcionário do aeroporto, que se identificou como Alceu, informou, por telefone, que a segurança do local é feita por uma empresa privada.

Cancelamento. A empresa aérea No Ar, única a fazer o trecho Recife-Caruaru-Recife, anunciou, por volta das 15h30 de ontem, o cancelamento do voo 4875, que sairia do Aeroporto Internacional dos Guararapes - Gilberto Freyre para o Aeroporto Oscar Laranjeiras, em Caruaru, às 14h25. De acordo com a empresa, o cancelamento não foi motivado pelo assalto no Aeroporto de Caruaru, mas por problemas técnicos na aeronave. Os passageiros foram levados do Recife para Caruaru em táxis fretados pela companhia aérea.

Funcionário de uma empresa de aluguel de veículos que trabalha no terminal aéreo, o recepcionista Flávio Mascarenhas reclamou da falta de policiamento. "Agora que o problema aconteceu dentro da pista e que chamou a atenção da imprensa pode ser que a administração faça alguma coisa. Mas não é de hoje que o clima de insegurança preocupa quem trabalha aqui. Há vários assaltos na área. Os bandidos sabem que muita gente chega com dinheiro e produtos de valor e aproveita para assaltar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.