Ladrões invadem casa na Mooca, batem em mulher de 85 anos e matam papagaio

A aposentada Yeda Tanaka, de 85 anos, foi agredida após ter a casa invadida por quatro assaltantes, na Mooca, zona leste de São Paulo, anteontem. Um dos criminosos matou o papagaio de estimação da idosa, porque a ave começou a gritar ao ver a dona apanhando do bando. Segundo a família, Yeda criava a ave havia 38 anos. A Polícia Militar cercou a casa e prendeu os ladrões. O bando não teve dificuldades para entrar no imóvel da aposentada, por volta das 20 horas de domingo.

, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2011 | 00h00

Os criminosos encontraram o portão principal encostado. Depois, bateram na porta da casa de Yeda. A aposentada saiu, pensando que era o genro, e foi dominada.

O genro de Yeda, o paisagista Thiago Tadeu Panica, de 27 anos, chegou alguns minutos depois na residência e também foi dominado. A representante comercial Nicole Mattos Tanaka, de 22 anos, testemunhou a agressão da avó pela janela de uma casa vizinha e ligou para a Polícia Militar. A PM prendeu Jonas Knisius Gomes, de 20 anos, Diego de Souza Evangelista Pinheiro, de 18, Amilton de Brito, de 21, e um adolescente de 17.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.