Ladrões furtam uma tonelada de arroz de trem em movimento

Guardas municipais de Itapeva, no interior de São Paulo, recuperaram 940 quilos e prenderam um dos suspeitos

Sandro Villar, Especial para O Estado

15 Julho 2014 | 18h48

ITAPEVA - Mais de uma tonelada de arroz foi furtada nessa terça-feira, 15, de um trem em movimento por três ladrões em Itapeva, no sudoeste paulista. Um suspeito foi preso em flagrante. Eles arrombaram o vagão quando o trem passava devagar pela cidade. "Entraram e começaram a jogar os fardos de arroz próximo aos trilhos para pegar depois. Recuperamos 31 fardos, um total de 940 quilos", contabiliza Alessandro Fonseca, supervisor da Guarda Civil Municipal.

A carga jogada do trem, no entanto, passou de uma tonelada, segundo o supervisor. "Alguns pacotes rasgaram na queda dos fardos, o arroz ficou no chão", explica. Guardas civis, que treinavam cachorros na área, viram o furto e prenderam um suspeito em flagrante. Gian Diony Aparecido Santos, de 19 anos, estava escondido em uma vala ao lado da linha do trem. 

"Ele negou tudo e não delatou os outros dois comparsas, que conseguiram fugir", completa Fonseca, lembrando que o maquinista parou o trem para facilitar o trabalho dos guardas municipais.

O rapaz foi levado para a Cadeia Pública de Capão Bonito. Ele deve responder por furto qualificado tentado. O arroz foi embarcado em Ponta Grossa(PR)e seria vendido na região de Itapeva. 

Mais conteúdo sobre:
Itapeva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.