Ladrões atiram e ferem PMs no Pacaembu

JORNAL DA TARDE

Josmar Jozino, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2010 | 00h00

Um cabo e um soltado do 23º Batalhão da PM foram feridos a tiros por supostos assaltantes às 12h30 de ontem, na Rua Cardoso de Almeida, no Pacaembu, zona oeste da capital. Os PMs foram socorridos no Hospital das Clínicas e depois liberados. Os criminosos fugiram.

Segundo a Polícia Militar, duas viaturas foram alertadas pelo 190 sobre um roubo a estabelecimento comercial na via. Quando se aproximaram do local, os policiais militares cruzaram com um veículo Jetta, preto, ocupado por quatro homens.

Os desconhecidos perceberam que seriam abordados e atiraram nos carros da PM. Uma das viaturas foi atingida por nove disparos de metralhadora e a outra, por dois tiros. O cabo Aquino foi baleado no braço e o soldado Crisóstomo na perna.

O Jetta foi abandonado no cruzamento das Ruas Bento Frias e Pedro Leão, no Morumbi, zona sul. No veículo foram encontrados colete à prova de bala e munição de calibre 9 mm.

Atentado. Ainda de acordo com a Polícia Militar, no bairro do Morumbi, os criminosos roubaram um Vectra e fugiram. O caso foi registrado no 23º Distrito (Perdizes). As duas viaturas foram atingidas no vidro da frente. A Polícia Militar não sabe se os criminosos iriam assaltar o estabelecimento comercial ou se os PMs foram vítimas de um atentado.

Em nota divulgada ontem, a Polícia Militar informa que o cabo Aquino e o soldado Crisóstomo passaram por atendimento médico no HC e foram liberados. A corporação afirma que os telefones telefones 190 (Serviço de Emergência), 0800-0555-190 (Disque PM) e 181 (Disque Denúncia) recebem denúncias e informações sobre os suspeitos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.