Ladrão é preso após deixar carteira em carro roubado

Apontado pela polícia como principal ladrão de relógios de grife dos Jardins, zona sul da capital paulista, José Orlando dos Santos, de 35 anos, foi identificado porque esqueceu seus documentos em um veículo roubado. No dia 18, o assaltante, que já foi reconhecido por quatro vítimas, estacionou o Astra prata na Rua João Moura. Uma testemunha ligou para polícia porque horas antes havia percebido que o veículo estava rondando insistentemente pela região.

Leandro Calixto, O Estado de S.Paulo

27 de julho de 2010 | 00h00

Dois policiais militares verificaram que a placa do Astra havia sido adulterada. Pelo número do chassi, a polícia o identificou como roubado e os investigadores do 78.º Distrito Policial encontraram os documentos.

O suspeito, que está foragido e teve prisão temporária decretada pela Justiça por 30 dias, foi reconhecido.

Relógios. A investigação mostrou que o ladrão também roubou relógios Rolex, Mont Blanc e Tag Heuer. Todos os assaltos ocorreram entre as Avenidas Paulista, Rebouças, Augusta e Rua Estados Unidos. Desde fevereiro, o 78.º DP registrou seis ocorrências do tipo. "Mas esse número pode aumentar a partir da divulgação de dados sobre o criminoso", diz a delegada titular Victoria Lobo Guimarães.

O acusado age armado e na companhia de dois comparsas. "Quando percebe que o alvo está com um relógio de marca, o ladrão pratica o assalto." Santos não tem passagem pela polícia. "Por isso, não descartamos que os documentos sejam falsos", explica Victoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.