Ladrão é preso após bater carro roubado em São Paulo

Vítimas foram abordadas em uma rua da Pompéia; veículo tinha rastreador o que ajudou na localização

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

23 de setembro de 2008 | 04h03

Uma perseguição a um Toyota Hilux preto roubado terminou, por volta das 21h45 de segunda-feira, 22, em um acidente e com a prisão de um bandido no interior da Favela da Água Branca, próximo à marginal Tietê, na zona oeste da capital paulista. Armados e ocupando um Audi preto, quatro assaltantes escolheram as vítimas na Rua Desembargador do Valle, no bairro da Pompéia, na mesma região. Ao volante do Toyota, ao lado da esposa e do filho, de 1 ano e 3 meses, um cirurgião plástico foi obrigado a abrir a porta do veículo. Um dos quatro criminosos assumiu o volante enquanto os demais permaneceram no Audi. Dez minutos depois, a família foi liberada. Acionados por funcionários de uma empresa que presta serviço de rastreamento via satélite, policiais militares localizaram o veículo roubado na Rua Capitão Francisco Teixeira Nogueira, já próximo à favela. Sem saber que o Toyota era escoltado por outro carro, os policiais foram surpreendidos pelo restante da quadrilha, que, do interior do Audi, atirou contra a viatura e fugiu. Os policiais perseguiram o veículo roubado, que era dirigido por José Rodrigo Quintiliano, 25 anos. Já dentro da favela, o assaltante acabou batendo o Toyota contra um poste e foi preso. Quintiliano possui passagem por tráfico de drogas. Os demais assaltantes seguem foragidos.

Tudo o que sabemos sobre:
roubo de carroSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.