Ladrão de cargas com 26 passagens pela polícia é preso na zona oeste da capital

Criminoso foi preso pela 1ª vez em 1992 e vinha sendo investigado pelo DEIC

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

27 de junho de 2012 | 01h24

SÃO PAULO - O ladrão e receptador de cargas Jair Santos da Mota, de 42 anos, acrescentou, no final da tarde de terça-feira, 26, em seu currículo, mais uma visita a delegacias de polícia na capital paulista. Essa foi a 27ª. Desta vez, o criminoso foi detido em um estacionamento localizado na Avenida Doutor Silvio Morgado, no Jardim Educandário, próximo ao quilômetro 15,5 da pista sentido capital da Rodovia Raposo Tavares, na zona oeste da cidade.

 

Com Jair, agentes do Departamento Estaduais de Investigações Criminais (DEIC) apreenderam carregamentos de ração canina e lingotes de alumínio, mercadorias roubadas nos dias 18 e 21, respectivamente, deste mês, no limite entre São Paulo e Taboão da Serra. O terreno, segundo a Polícia Civil, era utilizado pelo investigado como local para o transbordo dos produtos roubados. Foi preso pela primeira vez 1.992 por, exatamente, roubo de carga", disse o delegado José Antônio do Nascimento, titular da 2ª Divecar, do DEIC.

 

Segundo os policiais, Mota alugou o terreno e montou o negócio, cuja função era receber cargas roubadas, negociar a venda e providenciar um novo transporte. Além da ração e dos lingotes, os policiais apreenderam no local uma carreta frigorífica. A equipe também deteve outro envolvido: o auxiliar Leandro Marques Soares, de 37 anos. Moto e Soares foram autuados por receptação. As mercadorias serão devolvidas aos proprietários.

 

Para o delegado Nascimento, a prisão de Mota tira de circulação um importante articulador do ramo. "Ele conhece todos os meandros desse negócio. Atuou em várias situações. Foi preso por roubo de carga e receptação de mercadorias. Tem 20 anos de experiência", comentou Nascimento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.