Kassab veta pulseira eletrônica para bebês

ADMINISTRAÇÃO

, O Estado de S.Paulo

04 de setembro de 2010 | 00h00

O prefeito Gilberto Kassab (DEM) vetou ontem o projeto de lei que torna obrigatória a colocação de pulseiras eletrônicas com sinal sonoro em recém-nascidos pelos hospitais públicos e privados da capital. Kassab alegou que não há pulseira do tipo regulamentada pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa). Também ontem o prefeito sancionou lei que torna obrigatório o cadastro de profissionais que fazem tatuagens e piercings e estabelece regras de segurança e higiene.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.