Kassab liga de Paris para dar ordens

Análise: Diego Zanchetta

O Estado de S.Paulo

24 Novembro 2011 | 03h02

Aordem expressa veio de Paris nos últimos dias: nenhuma votação polêmica de aumento salarial ou mudança urbanística deve ser deixada para 2012, ano eleitoral. Era o prefeito Gilberto Kassab (PSD), em recado claro para a base governista.

Kassab não quer se indispor com o eleitorado e com o funcionalismo no próximo ano, quando tentará fazer sucessor por seu partido. Ontem, o prefeito chegou a ligar da capital francesa para seus líderes com o objetivo de acelerar a votação dos reajustes para seu segundo escalão. O prefeito também quer pressa nos projetos que criam gratificações para guardas civis, auditores fiscais e profissionais da Saúde. E os pedidos dele vêm sendo prontamente atendidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.