Kassab libera mais R$ 60 milhões de subsídio a viações de ônibus

O prefeito Gilberto Kassab (DEM) vai pagar mais R$ 60 milhões do orçamento às empresas de ônibus na forma de subsídios. O remanejamento da verba foi publicado ontem no Diário Oficial da Cidade. A maior parte do dinheiro - R$ 32 milhões - veio do excesso de arrecadação, mas também houve retiradas do orçamento de obras como as de monotrilhos, além de aquisição de imóveis para instalação de corredores de ônibus e implementação de motofaixas.

Roberto Fonseca, O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2010 | 00h00

No começo do ano, o orçamento tinha R$ 360 milhões para compensações tarifárias. Esse total foi elevado a R$ 480 milhões, dos quais R$ 479,8 milhões já foram liquidados (quando o serviço foi feito) até o fim de setembro. Com o novo aporte, e mantida a atual média, a Prefeitura deve fechar o ano com R$ 600 milhões pagos em subsídios.

Apesar disso, Kassab já anunciou que, no próximo mês, a tarifa subirá de R$ 2,70 para R$ 2,90. O valor da tarifa de ônibus que consta da proposta orçamentária de 2011 representará um reajuste de 7,4%. Essa alta vai ficar acima da inflação estimada pelos institutos de pesquisa para 2010. A meta do Banco Central é de que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fique em 4,5% e o acumulado até agosto do IPC-Fipe foi de 3,45%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.