Kassab diz desconhecer 'cinzinhas'

O prefeito Gilberto Kassab (PSD) afirmou desconhecer a atuação dos "cinzinhas", agentes terceirizados de apoio ao trânsito, que estão repassando dados de infrações de motoristas para a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A informação foi publicada ontem pelo Estado. "Se estiver acontecendo, me parece ilegal, mas respondo sem auxílio da minha diretoria jurídica", disse.

O Estado de S.Paulo

01 Março 2012 | 03h02

Questionado se há falta de agentes da própria CET para fazer a fiscalização em toda a cidade, Kassab afirmou que a Prefeitura utiliza da melhor maneira seu efetivo. "Colocamos à disposição o maior número possível de pessoas, na medida que nosso orçamento permite", afirmou.

Semáforo. O prefeito ainda lamentou a morte de duas pessoas em um acidente, anteontem, entre um carro e um ônibus, no cruzamento da Rua Diógenes com a Avenida Vereador José Diniz, no Campo Belo, zona sul - o semáforo estava quebrado.

O motorista do coletivo, Jonas Santana da Silva, de 26 anos, foi indiciado por homicídio doloso e preso após admitir à polícia que sabia do defeito. "Nada justifica um carro, em especial um ônibus, passar por um cruzamento sem parar."

De acordo com Kassab, a maioria dos problemas com semáforos se deve a quedas de energia. Ele afirma que a atual gestão vem trocando os equipamentos. / ARTUR RODRIGUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.