Kassab corta uniforme de verão de alunos

Os 990 mil estudantes da rede municipal não vão mais receber conjunto de bermuda e jaqueta

Felipe Oda / JORNAL DA TARDE, O Estado de S.Paulo

18 Dezembro 2010 | 00h00

A Prefeitura de São Paulo eliminou o uniforme escolar de verão, composto por bermuda e jaqueta, da lista de peças que alunos da rede municipal de ensino receberão em 2011. O prefeito Gilberto Kassab (DEM) alterou ontem decreto de 29 de abril que previa "kit" com 5 camisetas, 5 pares de meia, 1 par de tênis, 1 conjunto de inverno (calça e jaqueta) e 1 de verão (bermuda e jaqueta).

Agora, por lei, os mais de 990 mil alunos das escolas municipais da capital não terão direito ao conjunto de verão. Mas a Secretaria Municipal de Educação afirma que a nova composição do kit publicada no Diário Oficial da Cidade ontem não é a "composição máxima" - com todas as peças que os alunos devem receber. "É impossível manter a criança com dois jogos de uniforme. Imagina com um?", questiona Silvia Kalfoglou Salgado, de 42 anos, cuja filha de 5 estuda em uma escola de educação infantil na zona oeste.

Por meio de nota, a secretaria diz que está "aperfeiçoando o uniforme entregue aos alunos". Apesar de a nova composição publicada no Diário Oficial não contar mais com o conjunto de verão, a secretaria afirma que "o (novo) decreto traz a composição do kit, que terá ainda duas bermudas em substituição a um blusão de helanca, desnecessário no período de verão".

Além da extinção da bermuda e de uma jaqueta no "kit mínimo", o novo decreto acaba com a necessidade de cada peça do uniforme escolar ter o tamanho especificado na etiqueta e o nome dos responsáveis pelo aluno estampado no kit.

Segundo a nova determinação do governo municipal, "os modelos e tamanhos dos uniformes serão adequados às faixas etárias e aos tipos físicos dos alunos". Questionada sobre qual padrão deverá ser usado para definir tamanhos e medidas dos uniformes, a secretaria não respondeu.

A nova composição de peças do uniforme da rede municipal de ensino da capital é semelhante à adotada na cidade do Rio de Janeiro. Os uniformes de São Paulo serão adquiridos na capital fluminense da empresa LV Distribuidora, que só para o Rio fornece 750 mil kits.

"A Prefeitura decidiu aderir à ata de compra de uniformes da cidade do Rio de Janeiro e, com isso, agilizar o processo de aquisição do kit do próximo ano. Portanto, não será necessário realizar uma licitação para a aquisição", diz a nota da secretaria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.