Kassab anuncia mais de três mil casas para bairro alagado em SP

Além dos moradores do Jardim Romano, serão atendidas famílias de áreas desapropriadas na várzea do Tietê

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

28 de dezembro de 2009 | 12h39

A Prefeitura de São Paulo vai construir mais de 3.000 moradias para abrigar famílias na região do Jardim Pantanal, na zona leste da cidade, que tiveram suas casas alagadas. O anúncio foi feito pelo prefeito Gilberto Kassab em visita ao subprefeitura de São Miguel nesta segunda-feira, 28.

 

Veja também:

linkChuva volta a alagar Jd. Romano na noite deste domingo

mais imagens Galeria de fotos do Natal no Jardim Romano

 

Kassab durante a visita à Subprefeitura de São Miguel Paulista. Foto: José Luís da Conceição/AE

 

Segundo a Prefeitura, a previsão é de entregar as unidades habitacionais nos próximos dois anos. A construção das moradias deve começar em seis meses. Serão atendidas também familiares de outras áreas que serão desapropriadas para instalação do Parque Várzeas do Tietê.

 

REVOLTA

 

Cerca de 100 moradores do bairro Jardim Romano realizaram neste domingo, 27, uma manifestação por causa das enchentes no local. Segundo a Polícia Militar, o protesto foi pacífico e os moradores estavam concentrados na Rua Manoel Félix de Lima. Dois helicópteros do Águia, da PM, estiveram no local para avaliar o protesto.

 

O Jardim Romano ficou alagado por duas semanas e os moradores da região tiveram que conviver com suas casas inundadas pela água da chuva e do esgoto. O problema no bairro começou após a tempestade do último dia 8.

 

Texto atualizado às 15 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.