JB Neto/AE
JB Neto/AE

Kadett de amigos desaparecidos é encontrado carbonizado em Parelheiros

Grupo de Operações Especiais (GOE) deve fazer busca na região nesta quarta-feira

Bruno Lupion e JB Neto, do estadão.com.br,

15 Setembro 2010 | 06h07

SÃO PAULO - A polícia encontrou em um matagal de Parelheiros, zona sul da capital, o Kadett vermelho usado pelos amigos Emerson Heida, de 28 anos, e Edson Edney da Silva, de 27, na noite de sexta-feira, 10, quando desapareceram. A dupla foi vista pela última vez em uma abordagem policial em Cidade Dutra, também na zona sul. A Corregedoria da PM e a Polícia Civil investigam o caso.

 

O Kadett foi localizado por volta das 21 horas de terça-feira, 14, carbonizado, em uma travessa de chão batido da Estrada do Jaceguai, segundo a polícia. A placa estava no chão, ao lado do veículo. O Grupo de Operações Especiais (GOE) deve realizar na manhã de quarta-feira, 15, esforços na região para buscar pistas e corpos.

 

Na data do desaparecimento, Emerson pegou emprestado o Kadett da sogra para levar seu irmão Anderson, de 26 anos, até o trabalho, na Volkswagen de São Bernardo, acompanhado do amigo Edson. Segundo familiares, Emerson não tem habilitação para dirigir e o veículo está com o licenciamento atrasado, mas decidiu ajudar o irmão recém-contratado.

 

No início da noite, Emerson deixou o irmão no ponto de ônibus do Largo do Rio Bonito, no bairro do Socorro, e pegou o retorno para voltar para casa. Anderson disse que entrou no ônibus e, de dentro do coletivo, viu Emerson e Edson parados no cruzamento das Avenidas Robert Kennedy e Professor Papini. Ambos estavam fora do Kadett, com as mãos para trás e conversando com PMs.

 

Anderson seguiu para o trabalho e, no caminho, ligou para a mulher de Emerson, Aline Christina Valentim, de 25 anos, para checar se ele chegara em casa. Ela respondeu que não.

 

(Com Elvis Pereira, do Jornal da Tarde)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.