Justiça nega recurso a acusado pela morte de Celso Daniel

'Sombra' deverá ir a júri por envolvimento no sequestro e assassinato do ex-prefeito de Santo André

Carolina Spillari, Estadão.com.br

01 de junho de 2011 | 17h48

SÃO PAULO - O "Sombra", acusado de envolvimento no sequestro e homicídio do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, teve recurso negado nesta quarta-feira, 1º, pela 11ª Câmara de Direito Criminal, informou o TJ-SP.

 

A defesa de "Sombra" pedia a anulação da sentença de pronúncia, que leva o réu a júri popular. Oito são acusados pelo crime, mas até o momento somente Marcos Roberto Bispo dos Santos foi condenado a 18 anos de prisão em regime fechado, após passar por júri, em 18 de novembro do ano passado.

 

Em maio do 2010, a 1º Vara de Itapecerica da Serra pronunciou o júri para "Sombra". "Havendo dúvida sobre a real natureza do delito e indícios em detrimento do acusado, as questões deverão ser dirimidas pelo Tribunal do Júri, que por força de expressa disposição da Constituição Federal, é o juiz natural para o julgamento dos crimes dolosos contra a vida", pontuou o juiz Antonio Augusto Galvão de França Hristov.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.