Justiça nega liberdade a Elize Matsunaga

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) negou anteontem pedido de habeas corpus para Elize Matsunaga, de 30 anos, acusada de assassinar seu marido, o empresário Marcos Matsunaga, de 41, em maio. A decisão do relator do recurso, Francisco Menin, da 7.ª Câmara de Direito Criminal, foi aceita de forma unânime. É o terceiro pedido negado. A acusada confessou ter matado e esquartejado o marido, diretor executivo da Yoki. Ela está detida no Presídio Feminino do Tremembé desde o dia 20 de junho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.