Justiça nega habeas corpus a acusado de agressão na Avenida Paulista

Jonathan, de19 anos, é considerado foragido da Justiça; sua prisão preventiva foi decretada no último dia 21 de dezembro

Pedro da Rocha, Central de Notícias

06 Janeiro 2011 | 18h07

SÃO PAULO - A Justiça de São Paulo negou, hoje, 6, em liminar, habeas corpus para Jonathan Lauton Domingues, de 19 anos, um dos acusados de agredirem três pessoas na Avenida Paulista. Foi decretada a prisão preventiva dele no dia 21 de dezembro do ano passado. Ele é foragido da Justiça.

 

O desembargador Fernando Miranda, da 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, entendeu que seria precipitado conceder a liminar, pela denuncia ter grande complexidade. Também foi levado em consideração que Jonathan, quando ainda estava em liberdade provisória, teria sido procurado por autoridade policial e não fora encontrado.

 

Segundo a decisão, "Jonathan teria se mudado para endereço incerto e não sabido, o que sugere propósito de furtar-se à aplicação da lei penal", afirmou o desembargador, em seu despacho. O mérito do habeas corpus ainda será julgado, mas não há data prevista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.