Justiça nega habeas a Mizael Bispo e Evandro Silva, que vão a júri popular

Tribunal de Justiça decidiu negar liberdade aos dois foragidos acusados de matar Mércia Nakashima

Marília Lopes, Central de Notícias

23 Fevereiro 2011 | 10h55

SÃO PAULO - O Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo negou, por maioria de votos, o pedido de habeas corpus do advogado Mizael Bispo de Souza e do vigia Evandro Bezerra Silva. Eles são acusados pela morte de Mércia Nakashima, ex-namorada de Mizael, em maio de 2010.

 

Veja também:

blog Mizael está com medo de ser morto pela polícia

 

Em dezembro, eles tiveram a prisão preventiva decretada pela Vara do Júri de Guarulhos. Na mesma decisão, o juiz Leandro Jorge Bittencourt Cano determinou que os dois vão a júri popular - em data ainda a ser definida. Mizael e Evandro estão foragidos desde então.

 

Mércia desapareceu em 23 de maio do ano passado. Em 11 de junho, seu corpo foi encontrado em uma represa de Nazaré Paulista. A defesa dos acusados chegou a pedir que o julgamento fosse transferido de Guarulhos, cidade onde a vítima morava, para Nazaré Paulista, onde o corpo foi encontrado. O pedido foi negado pelo TJ.

Mais conteúdo sobre:
caso Mércia TJ Justiça habeas corpus

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.