Justiça mantém investigação

A juíza Maricy Naraldi, da 14ª Vara da Fazenda Pública, negou ontem o pedido da defesa de Aref para anular a investigação da Corregedoria do Município de São Paulo contra seu cliente. O pedido de mandado de segurança argumentava que o processo se iniciou por meio de denúncia anônima - decisão recente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) anulou as provas da Operação Castelo de Areia da Polícia Federal por esse motivo. A juíza não acatou o argumento e os advogados pretendem recorrer. Aref contratou o escritório do ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos para fazer sua defesa na área criminal. / D.Z. e R.B.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.