Justiça mantém indenização para mulher que achou inseto em Big Mac

Decisão é de que empresa tenha que pagar o valor de R$ 3.600 por danos morais

12 de setembro de 2011 | 18h50

SÃO PAULO - O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a indenização paga a uma mulher que encontrou um inseto dentro de seu lanche do McDonald's. A decisão foi tomada na última terça-feira, 6.

A autora da ação alegou que, em dezembro de 2003, comprou mediante entrega em domicílio um lanche Big Mac e, ao comê-lo, encontrou um inseto. Segundo ela, na época estava grávida de oito meses e ficou abalada achando que poderia ter feito mal a seu bebê. Pelo transtorno emocional, teve parto antecipado em 30 dias.

Ela pediu indenização a título de danos morais no valor de R$ 15.500, bem como ressarcimento do cheque pago pelo lanche no valor de R$ 37, a título de danos materiais. O juiz da 3ª Vara Cível do Fórum Regional da Penha julgou a ação parcialmente procedente para condenar a empresa ao pagamento da indenização de R$ 3.600.

A empresa apelou da sentença alegando insuficiência de provas e excessiva indenização. O relator do processo, porém, entendeu que o problema foi suficientemente comprovado.

Tudo o que sabemos sobre:
Big MacinsetoindenizaçãoMcDonalds

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.