Justiça manda soltar 40 presos da Guilhotina

A 7.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio concedeu habeas corpus a 40 pessoas, entre policiais civis e militares, presos na Operação Guilhotina, da Polícia Federal, realizada em fevereiro. Entre os presos que ganharão liberdade está o ex-subchefe da Polícia Civil Carlos Antônio de Oliveira. O grupo é acusado de formação de quadrilha armada, peculato, corrupção passiva, comércio ilegal de arma de fogo e extorsão qualificada.

Clarissa Thomé / RIO, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2011 | 00h00

A defesa de Oliveira e de outros policiais alegou que a prisão preventiva foi decretada de forma genérica, sem especificar a situação de cada acusado.

A Operação Guilhotina provocou a queda do então chefe da Polícia Civil do Rio, Allan Turnowski.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.