Justiça manda Anac fiscalizar voos livres

A Justiça Federal no Rio Janeiro determinou à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que fiscalize a venda de voos livres duplos e panorâmicos na rampa da Pedra Bonita, em São Conrado, zona sul do Rio. A medida atende a pedido do Ministério Público Federal. No mês passado, o instrutor de voo livre Wanderley Nascimento Coelho, de 42 anos, morreu ao cair de asa-delta na Pedra Bonita. Em março, no mesmo local, uma turista de 24 anos morreu ao cair de um parapente. A Anac disse que ainda não foi notificada.

O Estado de S.Paulo

07 Setembro 2012 | 03h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.