Justiça liberta acusado de roubar joalheria no Cidade Jardim

Para juiz, vídeo da defesa que mostra suspeito longe da loja roubada, o que permite que ele não fique preso

Pedro da Rocha, Central de Notícias

10 de novembro de 2010 | 20h06

SÃO PAULO - A Justiça de São Paulo concedeu na terça-feira, 9, liberdade a Luciano Donizete de Souza, que era acusado de ter participado do roubo no Shopping Cidade Jardim à loja Corsage, única distribuidora da Rolex na América Latina, em julho deste ano. O acusado estava em prisão cautelar.

 

Veja também:

linkDupla rouba joalheria em shopping da zona oeste

linkJustiça pede prisão de suspeitos de roubo a joalheria em hipermercado

 

Na decisão o relator do processo, desembargador Vico Mañas, da 12ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, aceitou a liminar em favor de Luciano, por ter se convencido que um vídeo mostrado pela defesa evidencia estar o acusado em uma loja distante da assaltada no momento do crime.

 

Segundo o desembargador, "a defesa juntou vídeo e declarações que indicam a presença do paciente e de sua filha, momentos após o crime, em estabelecimento comercial localizado em diversa e distante região da cidade". O julgamento do mérito ainda não tem data marcada.

Tudo o que sabemos sobre:
roubo a joalheriaSPcrimejustiçaRolex

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.