Justiça fecha espaço aéreo em torno do prédio de Isabella

Policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE) já estão fazendo a segurança para a reconstituição do crime

Elvis Pereira e Carolina Freitas,

25 de abril de 2008 | 19h03

A Justiça autorizou nesta sexta-feira, 25, o fechamento do espaço aéreo no entorno do Edifício London, na zona norte de São Paulo,  durante a reconstituição da morte da menina Isabella Nardoni, de 5 anos, marcada para este domingo, 27. A informação foi divulgada pela Secretaria de Segurança Pública. A restrição, que valerá das 8 às 22 horas, abrangerá um raio de três quilômetros, centrado no edifício.   Veja também: Até agora, só casal Nardoni é convocado para reconstituição Polícia insiste em bloqueio de espaço aéreo na reconstituição 'Há mais que indícios' contra o casal Nardoni, diz promotor Fotos do apartamento onde ocorreu o crime  Cronologia e perguntas sem resposta do caso   Tudo o que foi publicado sobre o caso Isabella     Anteriormente, as autoridades paulistas haviam requisitado o fechamento à Aeronáutica, que havia negado o pedido.   Dez policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE) já estão fazendo a segurança no prédio. A menina, de 5 anos, foi agredida e jogada pela janela do 6º andar no apartamento do pai, Alexandre Nardoni, dia 29 de março.   Até domingo, equipes do GOE se revezarão, durante 24 horas, na vigilância do prédio. O objetivo é evitar tumultos como os que aconteceram na 9ª DP, quando depuseram integrantes da família Nardoni. O supervisor do GOE, Luiz Antônio Pinheiro, passou a tarde no edifício.      

Tudo o que sabemos sobre:
caso isabella

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.