Justiça determina internação para homem que agrediu jovem em livraria

Ferido por taco de beisebol em 2009, Henrique de Carvalho Pereira, de 22 anos, segue na UTI

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

16 de agosto de 2010 | 16h42

SÃO PAULO - A Justiça de São Paulo decidiu nesta segunda-feira, 16, encaminhar para um manicômio o personal trainer Alessandre Fernando Aleixo, acusado de agredir o designer Henrique de Carvalho Pereira, de 22 anos, com um taco de beisebol na Livraria Cultura, nos Jardins, zona sul de São Paulo. O crime aconteceu no dia 21 de dezembro do ano passado.

 

O pedido para a realização do exame partiu do Ministério Público. Segundo o Tribunal de Justiça, o processo contra Aleixo fica suspenso até que a conclusão do laudo.

 

O agressor foi ouvido hoje e, diante de documentos que comprovam o quadro exuberante de esquizofrenia do acusado, a juíza Tânia Magalhães Avelar Moreira da Silveira, do 1º Tribunal do Júri, determinou que Aleixo seja transferido para um manicômio judiciário.

 

Em sua decisão, ela alegou que dessa forma será possível "resguardar a integridade física dos acusado, bem como dos demais detentos recolhidos no estabelecimento prisional".

 

O designer sofreu traumatismo craniano após ser agredido por Aleixo. Sem dizer uma palavra, o personal trainer golpeou a vítima que lia um livro por volta das 14h15. O agressor foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio no 78º Distrito Policial, nos Jardins.

Tudo o que sabemos sobre:
Livraria Culturadesigneragressão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.