Reprodução
Reprodução

Justiça decreta prisão preventiva de agressor do pastor Valdemiro

Líder da Igreja Mundial do Poder de Deus foi esfaqueado durante um culto no domingo; atingido nas costas e no pescoço, ele já recebeu alta

O Estado de S.Paulo

10 Janeiro 2017 | 13h02

SÃO PAULO - Após audiência de custódia nesta segunda-feira, 9, a Justiça de São Paulo decretou a prisão preventiva de Jonatan Gomes Higino, o ajudante-geral que esfaqueou o pastor Valdemiro Santiago. O homem, preso em flagrante, vai aguardar julgamento preso.

Higino foi encaminhado para um Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros IV, na Vila Leopoldina, zona oeste da capital. 

Líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, o pastor de 53 anos foi esfaqueado durante um culto neste domingo. Santiago foi atingido nas costas e no pescoço, mas já recebeu alta.

Após o atentado, em vídeo gravado na TV Mundial, o pastor diz que se recupera bem e rápido. "Quanto ao cidadão, que Deus tenha misericórdia dele, que perdoe e tire do coração dele toda mágoa e todo rancor. E elimine os motivos ou as razões que eu não as conheço, não conheco essa criaturea que foi motivado por alguma razão", diz  Valdemiro. 

O ataque ocorreu por volta das 7h30 no Brás, na região central. Higino utilizou um facão e informou aos policiais que cometeu o crime porque se sentiu ameaçado após ouvir o pastor dizer, em um culto, que iriam crucificá-lo. Ele foi acusado de tentativa de homicídio.

Santiago foi encaminhado para o Hospital Sírio-Libanês e, segundo o hospital, foi liberado ainda no domingo. “Acabando de ouvir um milagre, um testemunho, entrou alguém, não sei quem é, não vi, por trás, e deu uma facada no pescoço, ou uma navalha, não sei. Mas fiquem tranquilos, porque só vai quando Deus quer”, afirmou o religioso, em uma das gravações divulgadas em redes sociais.

"Se Deus não quer, não vai. Eu  volto aí para vocês, para abençoar vocês, em nome de Jesus. Orem por mim ”, disse o líder, que pediu orações e perdão a quem cometeu o ato."Eu perdoo a pessoa que fez isso. Ela carece de perdão, de misericórdia de Deus. Não sei quem é, mas está perdoada e quem mandou também.”

Familiares de Santiago postaram fotos que mostram que o corte foi profundo.

Santiago fundou sua própria denominação evangélica em 1998, depois de romper com Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, e é hoje um dos pastores mais populares do País.

A Igreja Mundial do Poder de Deus já conta com 4,5 mil templos no Brasil e no exterior. O crescimento se deve em parte à presença de Santiago na mídia - ele tem dois canais de TV 24 horas . O ataque foi transmitido ao vivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.