Justiça decreta prisão preventiva de atirador que roubou carros em SP

Tribunal atendeu nesta tarde o pedido feito pelo delegado do 26.º DP (Sacomã)

Priscila Trindade, do estadão.com.br,

20 de janeiro de 2012 | 20h11

SÃO PAULO - A Justiça de São Paulo decretou na tarde desta sexta-feira, 20, a prisão preventiva do administrador de empresas e artista plástico Michel Goldfarb Costa, de 35 anos, acusado de provocar acidentes e atirar contra várias pessoas durante uma fuga alucinada no último dia 9. Estima-se que 12 pessoas e 16 carros tenham sido prejudicados pelos roubos e disparos. Duas pessoas ficaram feridas.

Goldfarb se entregou à polícia na noite do dia 11. Ele prestou depoimento no 26.º DP (Sacomã), na zona sul da capital, e foi indiciado por quatro tentativas de latrocínio, três homicídios tentados, porte ilegal de arma, disparo em via pública e lesão corporal.

O empresário disse que não tentou matar ninguém e que saiu de casa na madrugada de segunda-feira porque pensou que alguém estivesse invadindo seu imóvel, em Caucaia do Alto, para matá-lo. A polícia acredita que ele tenha sofrido um surto psicótico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.