Justiça decreta prisão de suspeito do caso Mércia

Amigo de ex-namorado da advogada sumiu no dia em que carro foi achado; telefonemas podem indicar envolvimento

Elvis Pereira, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2010 | 00h00

A Justiça decretou a prisão temporária de Evandro Bezerra da Silva, de 38 anos, suspeito de envolvimento na morte de Mércia Mikie Nakashima, de 28 anos. Ele abandonou o posto de gasolina Bonsucesso, em Guarulhos, na Grande São Paulo, onde trabalhava como vigia após a morte da advogada. Silva seria amigo do policial militar aposentado Mizael Bispo de Souza, ex-namorado da vítima e apontado pela polícia como o principal suspeito do crime.

O vigia deixou de ir ao posto depois de o Honda Fit da advogada ser recuperado, no dia 10, na Represa Atibainha, em Nazaré Paulista, interior paulista. Anteontem, um homem que se identificou como Evandro ligou para a família de Mércia e exigiu R$ 10 mil para entregar as luvas supostamente utilizadas pelo criminoso que empurrou o carro para dentro da água. A polícia deverá comparar a voz da gravação com a do suspeito.

A polícia também investiga uma informação de que, em uma conversa com um amigo por telefone, o vigia teria dito que fez uma "grande besteira". Na semana que vem, a polícia convocará Mizael para depôr pela quarta vez.

O promotor Rodrigo Merli Antunes afirmou na terça-feira que há indícios contra ele, mas é prematuro dizer que existe prova consistente. Ainda se aguarda a conclusão das perícias. Os laudos com a causa da morte da advogada e da análise no Honda Fit dela devem ficar prontos na próxima semana. Com isso, a polícia poderá postergar ainda mais a reconstituição do crime.

Negação. Mércia desapareceu após deixar a casa da avó em Guarulhos, no dia 23 de maio, por volta das 18h30. Uma hora depois, uma testemunha diz ter visto ela ser jogada com o carro na represa. O corpo foi localizado no dia 11. Mizael Bispo sempre negou envolvimento na morte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.