Justiça decreta prisão de jovens envolvidos na rebelião da Fundação Casa

Três são acusados por agressões contra cinco internos na unidade de Campinas, na última quinta-feira

Ricardo Valota, do estadão.com.br

17 Agosto 2010 | 03h17

SÃO PAULO - A pedido da Polícia Civil, a justiça decretou, nesta segunda-feira, 16, a prisão preventiva de três jovens, todos maiores de 18 anos, acusados pelas agressões contra outros cinco internos durante a rebelião ocorrida na noite do último dia 12 na unidade Jequitibás da Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (Casa), antiga Febem, no Jardim São Vicente, em Campinas, interior paulista.

Os três jovens, que já foram transferidos para um Centro de Detenção Provisória (CDP) da região, irão responder criminalmente pelas agressões. Apesar de terem mais de 18 anos, os três poderiam permanecer internados até os 21 anos pois eram menores quando foram apreendidos e encaminhados à unidade da Fundação Casa.

Os cinco internos vítimas das agressões passam bem. Eles foram espancados com pedaços de madeira, barras de ferro e um extintor de incêndio.

Os rebelados expulsaram os funcionários e também colocaram fogo em colchões. Aquela foi a quarta rebelião em unidades da Fundação em Campinas; a primeira na unidade Jequitibá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.