Justiça condena veterinária a pagar indenização de R$ 11 mil por morte de cão

A Justiça condenou uma veterinária pela morte do poodle Fred, de 5 anos, após ele ser submetido a um procedimento de limpeza de tártaro nos dentes, em clínica veterinária de Amparo, no interior de São Paulo. A veterinária Kátia Pereira Michelini, de 46 anos, foi sentenciada em primeira instância a pagar indenização de R$ 11,1 mil para os donos do cachorro por negligência. A condenação, que cabe recurso em primeiro e segundo grau, apontou que a veterinária deveria ter exigido exames de hemograma do poodle, antes de aplicar a anestesia geral, durante o procedimento de tartarectomia. O cão morreu em agosto de 2011, mas os donos entraram com a ação contra a clínica Au Au Miau seis meses depois.

O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2013 | 02h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.