Justiça condena homem por morte de cadela

PORTO ALEGRE

, O Estado de S.Paulo

12 de agosto de 2010 | 00h00

O Tribunal de Justiça gaúcho condenou um morador de Pelotas a pagar R$ 6.035,04 por danos morais pela morte de uma cadela prenha. Em 2005, ele e outros dois jovens amarraram a vira-lata Preta a um veículo e a arrastaram até a morte. Dois acusados fizeram acordo e doaram R$ 5 mil cada ao canil municipal. O mesmo destino deve ter a nova multa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.