Justiça barra obra de Rodoviária da Vila Sônia

A Justiça barrou, em 1ª instância, a construção do Terminal Rodoviário da Vila Sônia, na zona oeste. Com isso, ao menos provisoriamente, estão suspensas 15 importantes obras para o transporte público que fazem parte do mesmo pacote de licitações. O juiz Adriano Laroca, da 9ª Vara da Fazenda Pública, já havia concedido liminar com o mesmo posicionamento. Na última decisão, afirmou que o projeto da rodoviária não foi devidamente discutido com a população afetada.

O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2013 | 02h02

Para a construção, seriam desapropriadas ao menos 74 casas. O juiz questiona o tamanho do terminal rodoviário, maior do que o previsto em plano de 2004.

O pacote de mobilidade urbana suspenso inclui as Rodoviárias de Parelheiros e Jardim Ângela, na zona sul, e Itaquera, na leste. A suspensão abrange 68,5 km de corredores de ônibus - 3,3 km na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini. A Prefeitura disse que não foi notificada. / ARTUR RODRIGUES E C.V.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.