Justiça aceita denúncia contra delegado acusado de agredir cadeirante

Policial é acusado de agredir vítima com coronhadas após discussão por vaga exclusiva para deficientes em estacionamento de São José dos Campos

Pedro da Rocha, Central de Notícias

01 Fevereiro 2011 | 19h00

SÃO PAULO - A 4ª Vara Criminal de São José dos Campos aceitou nesta terça-feira, 1º, a denúncia contra o delegado de Policia Civil Damásio Marino, acusado de agredir o cadeirante Anatole Magalhães Macedo Morandini, no dia 17 de janeiro. Damásio aguarda a citação para que apresentar sua defesa no prazo de dez dias.

 

O delegado foi denunciado pelo Ministério Público (MP) pelos crimes de injúria, ameaça e lesão corporal dolosa, todos agravados por abuso de autoridade e violação de dever inerente ao cargo, praticados contra Anatole Magalhães.

 

Damásio é acusado de agredir o cadeirante após discussão por causa de uma vaga de estacionamento exclusiva para deficientes físicos. Ele teria sacado uma arma e atacado a vítima a coronhadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.