Justiça aceita denúncia contra delegado acusado de agredir cadeirante

Policial é acusado de agredir vítima com coronhadas após discussão por vaga exclusiva para deficientes em estacionamento de São José dos Campos

Pedro da Rocha, Central de Notícias

01 de fevereiro de 2011 | 19h00

SÃO PAULO - A 4ª Vara Criminal de São José dos Campos aceitou nesta terça-feira, 1º, a denúncia contra o delegado de Policia Civil Damásio Marino, acusado de agredir o cadeirante Anatole Magalhães Macedo Morandini, no dia 17 de janeiro. Damásio aguarda a citação para que apresentar sua defesa no prazo de dez dias.

 

O delegado foi denunciado pelo Ministério Público (MP) pelos crimes de injúria, ameaça e lesão corporal dolosa, todos agravados por abuso de autoridade e violação de dever inerente ao cargo, praticados contra Anatole Magalhães.

 

Damásio é acusado de agredir o cadeirante após discussão por causa de uma vaga de estacionamento exclusiva para deficientes físicos. Ele teria sacado uma arma e atacado a vítima a coronhadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.