Júri de acusado de matar Eloá Pimentel é marcado para fevereiro

Ele será julgado no dia 13 no Fórum de Santo André, no ABC, a partir das 9h

Priscila Trindade, do estadão.com.br,

13 de janeiro de 2012 | 19h40

O texto foi atualizado às 20h10.

SÃO PAULO - O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) marcou para o dia 13 de fevereiro o júri popular de Lindemberg Alves Fernandes, acusado de matar a ex-namorada, a adolescente Eloá Cristina Pimentel, e manter outros três jovens reféns, em 2008.

A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 13. Segundo a Justiça, ele será julgado no Fórum de Santo André, no ABC, a partir das 9h. Ele responde pela morte de Eloá e pela tentativa de homicídio da também adolescente Nayara Rodrigues da Silva.

Em 2008, Lindemberg invadiu a casa da ex-namorada e manteve Eloá e outras pessoas reféns. O sequestro durou cerca de cem horas. A polícia invadiu o apartamento alegando ter ouvido um tiro de dentro do imóvel. Após a invasão, Eloá e Nayara foram baleadas. As duas foram socorridas, mas Eloá não sobreviveu. As imagens do caso foram transmitidas em rede nacional.

Lindemberg foi preso e denunciado pelo Ministério Público pelos crimes de homicídio qualificado, tentativa de homicídio, cárcere privado e disparo de arma de fogo. Ele está no presídio de Tremembé, no interior de São Paulo.

O júri estava marcado para fevereiro do ano passado, mas o Superior Tribunal de Justiça (STJ) anulou, em novembro de 2010, a fase de instrução e o processo voltou à fase inicial.

Tudo o que sabemos sobre:
LindembergEloá

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.