Jundiaí amanhece com greve parcial de ônibus

Paralisação atinge duas empresas de transporte que operam 73 linhas na cidade do interior paulista

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

03 de junho de 2008 | 06h03

Moradores de Jundiaí, a 60 quilômetros da capital paulista, estão sendo prejudicados na manhã desta terça-feira, 3, em razão de uma greve de motoristas e cobradores de ônibus de duas das três empresas que operam na cidade. Desde às 3h30 nenhum ônibus deixou as garagens das viações Leme e Jundiaiense, localizadas nos bairro de Vila Nambi e Bandeirantes, respectivamente. Juntas, as duas empresas operam 73 linhas na cidade. Os funcionários da Viação Rápido Luxo, que opera 35 linhas em Jundiaí, não aderiram à greve e trabalham normalmente Segundo os grevistas, que não quiseram dar detalhes sobre as reivindicações, a categoria exige aumento salarial. Piquetes estão sendo realizados neste manhã na porta das duas empresas por membros do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Jundiaí e Região. Somente na Viação Jundiaiense, a maior delas, são 1.200 funcionários parados.

Tudo o que sabemos sobre:
ônibusgreveJundiaí

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.