Juíza ordena volta de livros para a São Francisco

A Justiça determinou ontem que a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) remova os livros do seu acervo que estão guardados num prédio anexo, na Rua Senador Feijó, no centro de São Paulo. No dia 3, um vazamento nesse prédio molhou as caixas em que estavam alguns livros, o que pode ter danificado as obras.

Tiago Dantas, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2010 | 00h00

A juíza Fernanda Soraia Pacheco Costa, substituta da 23.ª Vara Federal Cível de São Paulo, deu 72 horas para que a biblioteca volte para o prédio histórico do Largo São Francisco.

Após a transferência, ainda segundo a decisão da Justiça, a faculdade terá 30 dias para distribuir nas estantes os volumes que estão armazenados em caixas. A magistrada intimou a Biblioteca Nacional a indicar profissionais para acompanhar o processo e pediu uma vistoria no edifício da Rua Senador Feijó ao Corpo de Bombeiros, que deve ser feita em até 15 dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.