Juiz solta delegados que teriam sumido com lista

A Justiça mandou soltar os delegados Eliton Martinelli e Flávio da Costa - Martinelli era o titular do 42.º Distrito Policial e Costa, seu assistente, quando foram presos em flagrante sob a acusação de supressão de documento. Eles teriam sumido com uma lista de propina paga aos policiais pela máfia dos caça-níqueis. A decisão do juiz David Capelatto dá aos delegados o direito de responder à acusação em liberdade. Para o advogado dos acusados, o criminalista Ademar Gomes, a acusação contra os delegados é inconsistente.

, O Estado de S.Paulo

08 Fevereiro 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.