Juiz nega indenização pedida por Suzane

O juiz Thiago Cortizo Teraoka, da 14.ª Vara da Fazenda Pública, julgou improcedente ação movida contra o Estado de São Paulo por Suzane Von Richthofen, condenada pela morte dos pais em 2002. Ela pedia indenização, alegando danos morais sofridos em 2005, quando a diretora do Centro de Reabilitação de Rio Claro (SP) a teria obrigado a dar entrevistas. Para o juiz, nada disso ocorreu.

O Estado de S.Paulo

07 Junho 2013 | 02h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.