Facebook/Reprodução
Facebook/Reprodução

Juiz manda soltar atriz pornô presa com cocaína no litoral

Laryssa da Costa Oliveira, de 19 anos, foi flagrada com 20 cápsulas da droga; primeiro disse que traficava, depois que era para consumo

Luiz Alexandre Souza Ventura, Especial para o Estado

12 Maio 2016 | 12h41

SANTOS - Presa em flagrante com 20 cápsulas de cocaína na segunda-feira, 9, em São Vicente, no litoral sul de São Paulo, a atriz de filmes pornográficos Laryssa da Costa Oliveira, de 19 anos, que usa o pseudônimo Rafa Zaqui, foi liberada pela Justiça na tarde desta quarta-feira, 11, por ordem do juiz Alexandre Torres de Aguiar, da 1ª Vara Criminal de São Vicente. A prisão preventiva da atriz fora pedida pelo promotor Marcelo Perez Locatelli.

O magistrado considerou que a quantidade de droga encontrada com Rafa Zaqui não era expressiva, além de argumentar que a jovem é ré primária, com base na Resolução 5/2012, do Senado Federal, que revogou dispositivo da Lei de Drogas. A atriz terá de comparecer em juízo periodicamente.

Rafa Zaqui foi flagrada na segunda-feira por policiais que faziam intimações no Jardim Guassu, em São Vicente, no momento em que remexia um monte de terra onde havia um saco plástico enterrado. Ao verificar o conteúdo do pacote, os PMs encontraram 20 cápsulas de cocaína. A jovem também portava R$ 170 em dinheiro.

Segundo informações do 2º DP de Santos, em um primeiro momento Rafa Zaqui afirmou que vendia drogas para complementar a renda, mas depois relatou que os donos do entorpecente fugiram e ela assumiu ser a responsável para não denunciar os traficantes.

O advogado João Carlos de Jesus Nogueira, que defende a atriz, afirmou que ela não é traficante, apenas usuária, mas disse ser a dona da cocaína por medo de sofrer retaliações dos criminosos.

Mais conteúdo sobre:
SANTOSSão PauloJustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.