Juiz manda prender casal acusado de achacar padre

A Justiça decretou novamente a prisão do casal Anderson Batista e Conceição Eletério. Eles são acusados de voltar a ameaçar e achacar o padre Júlio Lancellotti, segundo reportagem veiculada ontem pela TV Globo.

, O Estado de S.Paulo

23 Março 2011 | 00h00

O advogado Nelson Bernardo da Costa, que representa o casal acusado, disse à reportagem que só soube da notícia da decretação da prisão por familiares do casal. "Vou me inteirar da acusação para tomar as providências."

Conceição e Anderson, ex-interno da antiga Febem, hoje Fundação Casa, foram acusados de extorquir dinheiro do padre há quatro anos. Julgados em 2008, foram absolvidos da acusação. A promotoria recorreu da decisão. Em junho do ano passado, a 12.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo rejeitou o recurso e manteve a absolvição.

Mas, no início deste ano, o casal teria voltado a exigir dinheiro do religioso e o teria ameaçado de morte, segundo a reportagem da Globo. No dia 11 de janeiro, o padre teria sido abordado pelo casal no meio da rua, no Belenzinho, zona leste de São Paulo.

As câmeras de segurança de um prédio próximo teriam flagrado o encontro. A decretação da prisão preventiva foi dada pela 25.ª Vara Criminal de São Paulo. O casal segue foragido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.