Juiz manda festeiros pagar hotel a vizinhos

Empresa de eventos pode fazer festa de formatura, desde que incomodados com barulho possam [br]dormir fora de casa

Brás Henrique, O Estado de S.Paulo

11 Fevereiro 2011 | 00h00

A empresa Eficaz Eventos, de Franca (SP), terá de pagar três diárias em hotéis a moradores de um condomínio vizinho do salão Lumini, no limite entre Franca e Cristais Paulista, no interior. A condição foi imposta pelo juiz da 3.ª Vara Cível de Franca, Humberto Rocha, para que a empresa fizesse, até sábado, a festa paga pelos formandos da Faculdade de Direito de Franca.

A liminar concedida por Rocha marca mais uma etapa na briga entre 82 famílias do Condomínio Belvedere dos Cristais e o salão. Em 2005, as famílias conseguiram a proibição de festas no local depois das 19 horas. Mesmo assim, a Eficaz marcou a festa no horário vetado.

Os vizinhos "que tiverem interesse em deixar suas casas" durante a festa vão ganhar diárias em hotéis "três-estrelas no mínimo e alimentação" da promotora de eventos. A multa por desrespeito é R$ 5 mil por morador.

"Sabe-se que a formatura é para muitos o maior sonho da vida. E não seria lícito que a malandragem dos empresários da Eficaz Eventos S/C Ltda fizesse com que este sonho fosse desfeito. Desta forma, é preciso ter bom senso", escreveu o juiz.

O advogado da Eficaz Eventos, André Rebehy, recorreu da decisão. Além disso, ele pediu ao próprio juiz que se julgue suspeito e se afaste do caso, pois entende que Rocha usou termos inadequados, o que seria um prejulgamento. Como o evento estava em cima da hora, Rebehy informou que seu cliente pediu a relação de moradores que querem diárias nos hotéis da cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.