Jovens morrem após suposta overdose de lança-perfume

Eles chegaram a ser socorridos pelos bombeiros, mas não resistiram; IML investigará causa da morte

Ricardo Valota e Daniela do Canto, da Central de Notícias,

22 Maio 2009 | 03h11

Dois jovens morreram, por volta das 20h30 desta quinta-feira, 21, supostamente vítimas de overdose causada pela inalação de lança-perfume, na zona leste de São Paulo. 

 

Diante da casa de um deles, no Conjunto Habitacional Teotônio Vilela, o motoboy Davi Neves da Silva, de 21 anos, e seu colega e vizinho, Fagner Dias de Souza, 25, segundo uma testemunha que acompanhou parte do ocorrido, faziam uso de uma substância muito semelhante a lança-perfume quando começaram a discutir.

 

Num determinado momento, os dois desmaiaram e caíram. Um colega desta testemunha que passava pelo local colocou ambos em uma van Sprinter, com a intenção de levá-los ao hospital mas, ao ver a situação crítica das vítimas, o motorista os deixou em uma base dos bombeiros próximo ao conjunto habitacional. Mesmo atendidos por um médico da Unidade de Suporte Avançado, os dois não resistiram e morreram.

 

O suposto frasco de lança-perfume não havia sido localizado pela perícia até as 2h30 desta sexta-feira, 22. O caso foi registrado como morte suspeita no 69º Distrito Policial, de Teotônio Vilela. Exames feitos no Instituto Médico legal (IML) esclarecerão a causa das mortes

Mais conteúdo sobre:
lança-perfume overdose

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.