Jovens dizem ter sido agredidos em boate

Dois jovens de 18 anos afirmam ter sido agredidos ontem de madrugada por seguranças da boate Mokaï, em Campos do Jordão. Nicolas Nippolis e Gabriel Panwell Ayres deixaram um casaco no guarda-volumes e, ao sair, não conseguiram levá-lo. Houve discussão e seguranças foram chamados. Eles disseram à polícia que foram levados para uma sala, onde foram agredidos. "Eles estão cheios de hematomas pelo corpo", disse Cristina Pacheco, advogada dos jovens. Os responsáveis pela boate não foram localizados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.