Jovem volta a ser preso após ficar menos de 9 horas em liberdade

Liberado às 18h de terça do CDP de Caiuá, servente de pedreiro foi preso às 2h50 desta quarta após furtar notebook de igreja 

Sandro Villar, Especial para O Estado

05 de agosto de 2015 | 12h24

Depois de ficar menos de nove horas em liberdade, após deixar o Centro de Detenção Provisória de Caiuá (SP) no começo da noite de terça-feira, 4, o servente de pedreiro Adriano Valério do Nascimento, de 24 anos, voltou a ser preso. Pouco antes das 3h desta quarta-feira, 5, policiais militares prenderam o rapaz em flagrante por furto no centro de Presidente Venceslau.

Ele arrombou a Igreja Santo Antônio e furtou um notebook do qual tentou se livrar ao ser abordado e receber voz de prisão. "O notebook estava em uma bolsa preta, que o suspeito arremessou em um matagal", explicou a cabo Mariane Jardim Soares, de 32 anos, auxiliar do setor de comunicação social da PM de Presidente Venceslau. 

O rapaz resistiu à prisão. "Foi necessário usar força física moderada", completou a policial, acrescentando que o ladrão "revirou a paróquia". Depois de ser ouvido na delegacia, Nascimento foi levado para a Cadeia Pública da cidade, onde chegou por volta das 7h. "Daqui ele volta pro CDP ainda hoje", resumiu um funcionário, que pediu anonimato.

O notebook foi devolvido ao padre da paróquia. O servente foi acusado de furto qualificado. Nem a polícia e nem o CDP de Caiuá deram informações sobre a condenação anterior do rapaz, que morava em Dracena. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Presidente VenceslauSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.