Google Street View/Reprodução
Google Street View/Reprodução

Jovem toma arma e mata sequestrador no Morumbi, zona sul

Casal foi abordado pelos bandidos perto do Shopping Eldorado, zona oeste; um suspeito conseguiu fugir a pé pela Marginal

Vitor Tavares, O Estado de S. Paulo

18 Março 2016 | 08h28

SÃO PAULO - Um sequestro-relâmpago terminou com um suspeito morto na noite desta quinta-feira, 17, na região do Morumbi, zona sul de São Paulo. Um casal de namorados foi abordado enquanto estacionava o carro na rua em frente ao Shopping Eldorado, em Pinheiros, na zona oeste, por dois assaltantes. De acordo com a Polícia Civil, o rapaz, identificado apenas como Rodrigo, de 18 anos, entrou em luta corporal com os suspeitos dentro do carro, tomou a arma de um deles e matou um dos sequestradores com um tiro que atingiu o tórax.

Em depoimento no 89º Distrito Policial (Portal do Morumbi) na madrugada desta sexta-feira, 18, Rodrigo informou que os homens roubaram todos os pertences e seguiram em direção à região de Santo Amaro, na zona sul. No meio do caminho, no Butantã, os sequestradores pararam o carro e entregaram cartões de crédito e senhas das vítimas a um terceiro homem.  Ele conseguiu sacar cerca de R$ 3 mil.

Preocupado porque estavam indo para uma área deserta, Rodrigo resolveu reagir. Ele estava no banco de trás, na mira de um revólver, e sua namorada  identificada como Daniela, de 34 anos, permaneceu no banco de passageiro, na frente.

A reação de Rodrigo aconteceu perto da Ponte do Morumbi. Ele e o suspeito que estava com a arma entraram em luta corporal, enquanto o sequestrador que dirigia o veículo tentava impedi-lo dando socos em seu rosto. O jovem conseguiu tomar o revólver e, na confusão, quatro tiros foram disparados. O assaltante que estava no banco de trás foi atingido no braço e, em seguida, no tórax.

Os sequestradores saíram do carro e fugiram a pé pela Marginal do Pinheiros. O suspeito baleado não resistiu e morreu a 30 metros do local. O segundo conseguiu escapar e ainda não foi encontrado pela polícia. Durante a confusão, Daniela conseguiu pedir uma carona na Marginal e foi parar perto da Ponte João Dias, em Santo Amaro, na zona sul.

Rodrigo ficou bastante machucado no rosto, mas passa bem após realizar exames em um hospital da região. Daniela não sofreu nenhum ferimento. Apesar de o casal ter sobrevivido, a polícia orienta que as vítimas nunca reajam a assaltos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.