Jovem sem habilitação causa acidente e arranca braço de motoqueiro em Cotia

Ao volante do veículo do pai, que não viu o jovem sair de casa, William de Brito bateu contra uma viatura da Guarda Civil e, na sequência, contra um motoqueiro

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

30 de setembro de 2011 | 01h52

SÃO PAULO - O balconista William de Brito Milanez, de 18 anos, que não possui habilitação, bateu contra uma viatura da Guarda Civil e esmagou o braço de um motoqueiro em um muro, por volta das 19 horas de quinta-feira, 29, ao pegar escondido o carro do pai e sair pelas ruas de Cotia, região oeste da Grande São Paulo.

 

A vítima, Waldemar Correia Paz, de 46 anos, que trabalha como montador e é casado, perdeu o braço gravemente ferido e continua internado, já fora de perigo, no Hospital Regional de Cotia. O jovem foi autuado em flagrante por lesão corporal culposa, omissão de socorro e por dirigir sem habilitação. O veículo foi apreendido; William irá responder aos crimes em liberdade.

 

Ao volante de um Volkswagen Polo preto, o rapaz, que pegou as chaves do carro sem a ciência do pai, foi abordado por uma viatura da 3ª Companhia do 33º Batalhão da PM na Avenida Benedito Isaac Pires, no Jardim Isaac Pires, mas não parou. Na fuga, saiu do raio de visão dos policiais e, próximo ao Recanto dos Victor´s , bairro vizinho, bateu contra uma viatura da Guarda Civil.

 

Na sequência, William acabou perdendo o controle do carro e atingiu o motoqueiro, que foi prensado contra um muro. Os policiais militares, que tentavam se aproximar do Polo, escutaram o som da pancada e, ao chegarem no local, encontraram Waldemar gravemente ferido. O jovem já havia fugido a pé sem prestar socorro, mas, quase duas horas depois, apresentou-se com o pai na Delegacia Central da cidade, onde foi autuado em flagrante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.