Jovem que se salvou pondo cabeça no freezer deixa UTI

O Estado de S.Paulo

02 de fevereiro de 2013 | 02h01

A funcionária da boate Kiss Ingrid Preigschadt Goldani, de 21 anos, que se salvou após pôr a cabeça no freezer, deixou a UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre. Estudante do 3º ano de Enfermagem na Universidade Federal de Santa Maria, ela trabalhava atrás do balcão do bar e só percebeu o incêndio quando a fumaça já havia se alastrado. Por conhecer o local, sabia onde ficava a saída. Encheu então os pulmões de ar no freezer, pôs a camiseta na boca, fechou os olhos e pulou o balcão. Mas caiu e foi pisoteada. Ajudada por desconhecidos, foi levada para fora. Seu irmão, Fábio, também estava na Kiss, mas, perto da porta, escapou sem ferimento. "Graças a Deus e ao rapaz que a ajudou a sair daquele inferno. Meu eterno agradecimento a você", disse a mãe, Eliete Goldan, no Facebook. / WAGNER MACHADO, ESPECIAL PARA O ESTADO

Tudo o que sabemos sobre:
Santa MariaKiss

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.