Jovem que incendiou sem-teto é liberado

O Ministério Público do Espírito Santo determinou que o adolescente de 16 anos que pôs fogo em uma moradora de rua em Linhares fosse libertado e reintegrado à família. O jovem, que confessou o crime, voltou para casa anteontem. Segundo o MPE, a reintegração à família foi determinada porque ele comprovou residência fixa e é estudante. O MPE disse ainda que o jovem ateou fogo em colchões e que a mulher, ao tentar pegá-los, caiu e foi queimada. Ela está em estado grave. Processo administrativo apura se houve dolo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.